quarta-feira, 13 de julho de 2011

Jesus foi vítima de Bullying

Peça: Milagre, Milagrim, Milagrezinhozinhozinho
Direção: Joca Carvalho
Elenco: Joca Carvalho e Mauro Silveira
Texto: Mauro Afonso Silveira

Ah! Quem me dera ter conhecido essa história ainda na época do catecismo, teria gostado muito mais dessa história do menino Jesus do que aquelas que ouvia da multiplicação dos pães, transformação da água em vinho, jejum no deserto, etc, etc, etc.

Ia ser católico praticante até hoje, vai vendo:

Deus ao lado de seu filho
Essa peça é uma contação de história bem feita (universo de Guimarães Rosa, só para constar). O demorado prólogo dá o tom do que está por vir recontando a história que já conhecemos: o nascimento do menino Jesus. De forma leve, descontraída e muito, muito mesmo, engraçada.

“Esse foi o prólogo” é anunciado quarenta minutos após o início do espetáculo.

O que vem na sequência é uma parte proibida, inspirarada nos evangelhos apócrifos para contar o que não está na bíblia: a infância do menino Jesus.

Jesus não era criança de muitos amigos, era catarrento, era pobre. Não tinha muita comida. Maria trabalhava costurando pra fora e José, seu pai que não era pai porque o pai dele era Deus, passava o dia procurando emprego.

E a bomba: é claramente visível que Jesus sofria bullying desde a infância. E meu amigo, se Jesus sofreu bullying e até hoje arrasta multidões à igreja, não culpe o bullying pelo seu insucesso. A existência de Jesus foi toda baseada no bullying, tanto que morreu lá na cruz né?

E mais: nem hoje ele tem sossego. Tem que aguentar o povo queimando o filme dele falando que “Jesus te ama”. Enfim, divago porque isso nem estava na peça.

Voltando, a história conta o primeiro milagre que Jesus fez para se popularizar com a turminha, que passou a abusar dos dons do “Palestino cabeça chata” como era chamado pelos coleguinhas. Imperdível.

Reparem a quantidade de personagens que aparacem: Os reis magos, Anjo Gabriel, Jesus, Maria, José, Deus, Amiguinhos de Jesus, e mais...

Vocês notaram que só existem dois atores? Eles conseguem criar todo esse universo com muito suor e se saem muito bem. O que esses dois atores fazem pode até ser considerado um milagre, milagrim, milagrizinhozinhozinho. Encantam a ponto de querermos mais. Tal qual aconteceu com o próprio menino Jesus que desandou a fazer passarinhos de barro voar para seus amiguinhos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atormenta aí!