quarta-feira, 22 de junho de 2011

Bailamos

Depois das três apresentações do semestre é incrível a sensação de missão cumprida e vazio. Missão cumprida porque saiu. O que nos foi proposto a ser feito tal qual idealizado aconteceu. O vazio por que é triste desapegar dessa criação após apenas três apresentações que passaram muito rápido.

Será que é tradição alguma coisa acontecer às vésperas de uma estréia? Se no ano passado a tensão dominou tanto que nos fez apresentar um fiasco de ensaio geral, dessa vez a sorte foi maior ainda.

Um dia antes da estreia, quando faríamos o nosso primeiro ensaio geral com luz no palco, encontramos toda a luz que o diretor tinha montado na madrugada anterior desmontada e deletada.

A delícia de dividir um palco de teatro com músicos numa instituição de artes tem disso, não é mesmo?

Superamos isso, atrasamos o ensaio, montamos tudo de novo e ficamos ensaiando até às 2h da manhã. Mas fomos dormir tranquilos quanto a realização das cenas no palco. Foi um momento lindo da turma.

Eu quero imagens, me dê imagens:

Chegada do portugueses - Auto dos 99%

Aula - Auto dos 99%

Proclamação da República - Auto dos 99%

Casa do Pedro - Bailei na Curva

Casa do Caco - Bailei na Curva

Marcha Soldado - Bailei na Curva
Marcha Soldado - Bailei na Curva

Cena do Carro - Bailei na Curva

Cana Final - Bailei na Curva

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atormenta aí!