quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Ensina-me a Viver

Ensina-me a viver. Soa como um pedido, mas, no entanto não é algo que chegamos a escutar do jovem Harold, que tem apenas 20 anos e um surpreendente gosto pela morte. Sua primeira aparição ao público é pendurando-se em uma corda como alguém que se enforca. Fingir-se de morto para assustar a mãe tornou-se um hobby para o rapaz que dirige por aí um carro funerário e freqüenta velório por esporte.


Ao conhecer Maude, uma senhora de 80 anos que se apresenta como uma condessa cheia de vida e engraçadinha, ele começa ter uma nova perspectiva, sob a qual é capaz de descobrir todos os dias algo novo, aprendendo a viver.

Todo o espetáculo é leve, delicado, chegando a provocar aqueles risos simples, de felicidade. Com humor bem dosado de forma poética para contar uma lição de vida e uma história de amor fora do comum.

E é Incrível pensar no que qualquer um não pensaria ao ver um casal com 60 anos de diferença de idade. Mesmo achando a peça bela, na vida real é difícil se enxergar tal beleza. E a que isso se deve? Estamos tão acostumados a velhas convenções sociais e chegamos a ter pensamentos estúpidos, acreditando que uma relação dessas é errada; A mãe e o tio Harold cumprem como personagens o papel desse pensamento comum.

E é para esse exercício de reflexão que a peça oferece grande material, afinal não há nada de errado no modo como a senhora vive. Inclusive, em relação a apego material Maude da grande lição “não tenho nada, não sou dona de nada, tudo me é emprestado”. E é por isso que a vida dela é tão intensa. Não se preocupa em ter, apenas em ser e viver.

Assisti a ultima apresentação desta temporada da peça, que deve voltar a se apresentar em São Paulo a partir de fevereiro do ano que vem, no TUCA, segundo a própria Glória Menezes ao final do espetáculo. Fiquem de olho.

Ficha Técnica
Texto – Colin Higgins
Tradução – Millôr Fernandes
Adaptação e Direção – João Falcão
Elenco – Glória Menezes, Arlindo Lopes, Stella Maria Rodrigues, Fernanda de Freitas e Augusto Madeira.
Elenco de apoio – Verônica Valentin, Guilherme Siman, Walisson de Souza
Assistente de Direção e Direção de Movimentos – Duda Maia
Cenografia – Sérgio Marimba
Figurinos – Kika Lopes
Iluminação – Renato Machado
Trilha Sonora – Rodrigo Penna
Efeitos especiais – André Fuentes
Designer gráfico – Dulce Lobo
Designer gráfico assistente – Tatiana Souza

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atormenta aí!