sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Tensão

Semana tensa. A conferir o que é preciso para o que antecede a semana que se inicia na próxima segunda. Vejam, é sexta-feira e sequer estou celebrando o fato, visto que tenho aula de sábado, núcleo de pesquisa no domingo de manhã e componha a equipe técnica do espetáculo Teatragem no Domingo à tarde.

Em meio as obrigações do final de semana, preciso estudar para a prova de História do Teatro Brasileiro e a prova de Expressão Vocal, essas duas acontecem na Segunda-Feira. Na terça, há a prova de Estética, que também deve contar com sua carga de estudo no final de semana, visto que agora estou empregado e não tenho mas manhãs e tardes livres.

Quarta-feira devo estar com a minha cena do exercício de Interpretação pronta. Os papéis já foram distribuidos. Peguei um monólogo de três páginas, das quais tenho apenas uma decorada e ainda nem estou com segurança no texto. Adotei uma prática para decorar textos, dirigindo no caminho do trabalho, vou passando o texto em voz alta, ou, quando pego ônibus venho sussurando o texto para não me terem por maluco.

Enfim, quinta-feira tem aquela aula-avaliação de expressão corporal, com entrega de relatório a ser pensado e elaborado com carinho. Perdi a última aula de corpo para finalizar fichamentos que devem ser entregues no na segunda, para a prova de história. Nunca expliquei aqui o que é um fichamento, digamos que é um relatório de leitura. Temos uma lista de peças para ler e elaborar o fichamento, cada fichamento deve incluir uma série de informações do autor, da peça (sinopse, personagens) e uma análise crítica. Nesse bismestre foram 10 fichamentos. No seguinte, serão oito (acredito).

Passei rapidamente só para gritar pois consigo exprimir tensão escrevendo. É estranho, não é? Enfim, não vou revisar porque tenho uma série de obrigações e não posso exceder quinze minutos na elaborção de um post, isso seria um luxo.

As piadas sobre não ter mais uma vida social, chegaram num ponto que não tem mais graça. Não mesmo. A escolha foi minha e não me arrependo, mas sinto falta de papos sem hora para terminar, topar sair de bate-pronto pra fazer alguma coisa sem responder "não dá, tenho que estudar". Mas foi bom, de certo modo, porque eu precisava escolher um assunto sobre o qual eu gostaria de falar para o finalização do núcleo de pesquisa. E o tema será Limitações e Limites. Já tenho divagado bastante.

Execdi os quinze minutos. São já dezoito. Não vou revisar o texto, gritem-me os erros de português e se não for tomar muito tempo, eu arrumo. Porque, como tenho dito muito ultimamente: não dá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atormenta aí!