sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Essa tal teatragem



O texto é de Uilião Xeispri, como dizem os jagunços da peça. Na verdade é de Mauro Silveira que inspirado pelo Sonho de Uma Noite de Verão do grande dramaturgo inglês, William Shakespeare, resgata a linguagem popular do sertão do universo de Guimarães Rosa.

Em Teatragem, um grupo de jagunços são pressionados por um coronel a montar uma peça de teatro para o casamento de sua filha, sem terem noção alguma de como isso deve ser feito. Apenas o texto é uma carroça velha que servirá de palco.

Essa comédia funcionaria num palco italiano? Evidentemente que sim, mas o Núcleo 43 da Fundação das Artes se lançou num desafio maior: montar um espetáculo de rua, itinerante. Com apresentações em diferentes locais a cada fim de semana. Como fazer isso nos tempos atuais? Será que dá certo?

Assumiram os riscos e fizeram. E o resultado ficou ótimo! Estive na estréia e a segunda apresentação. Eles acertaram em cheio. É uma comédia engraçada e a proximidade com o público só ajuda a envolver mais a história.

Existem as dificuldades e os fatores que atrapalham, claro. O ambiente da rua com seus sons de carros passando, sirenes, buzinas, campanhas políticas atrapalham. A temperatura do dia. Na estréia estava um frio desgraçado, o público tremia, mas mesmo assim era grande. Afinal, na estréia sempre rola um movimento familiar grande para assistir os atores.

Na segunda apresentação estava fazendo muito calor, a experiência foi bem interessante, pois eles apresentaram em frente à Fundação das Artes, e a rua da escola é muito movimentada, pois nela predomina o comércio. E a platéia foi aumentando conforme as pessoas que passavam e paravam para assistir.

É um espetáculo feito com muito cuidado e carinho, tem canções com violão tocado ao vivo, um cenáriobem bolado e figurino surpreendente. Vale cada minuto que você se dedica a assistir, não vale nem um centavo porque não custa nem um centavo: é de graça. E isso é o melhor de tudo.

Confira no site da Fundação das Artes os locais e datas das apresentações. O espetáculo fica em cartaz até outubro! Veja o blog do espetáculo!

Foto: Ana Lazari

Um comentário:

  1. Olá Rodrigo,

    Sou assessor de imprensa do Grupo de Artes e Teatro da Ilha do Governador e estamos realizando o X Festival de Esquetes Elbe de Holanda. Envio release para possível publicação no Atormentado. No nosso site tem uma filipeta virtual para ilustrar a notícia.

    Aproveito para convidá-los a participar do festival.

    Obrigado, Norton Tavares.

    www.gatig.com.br

    *******

    Estão abertas as inscrições para o X Festival de Esquetes Elbe de Holanda. Serão 30 esquetes que se apresentarão durante os três primeiros finais de semana de novembro (dias 6, 7, 13, 14, 20 e 21). A premiação será no dia 27.

    Em sua décima edição, o palco estará aberto para grupos, profissionais ou amadores, apresentarem esquetes com até 15 minutos de duração.

    O festival já faz parte do calendário do Rio de Janeiro, reunindo artistas de diversos municípios e até de outros estados.

    Serão premiados o Melhor Texto Original, Direção, Ator, Atriz, Indumentária, Sonoplastia, Revelação e Destaque. Para os três melhores esquetes serão oferecidos prêmios em dinheiro: R$1.000 para o primeiro colocado, R$500 para o segundo e R$300 para o terceiro.

    Integrantes do Gatig podem participar da Mostra Paralela e não concorrerão com os outros esquetes. O edital com as regras da mostra estará disponível em breve.

    As inscrições vão até o dia 30 de setembro e custam R$35,00. Dúvidas, reclamações e sugestões podem ser enviadas para festival@gatig.com.br.

    O edital pode ser baixado em www.gatig.com.br. A lista com os selecionados será publicada no dia 11 de outubro.

    A Casa de Cultura Elbe de Holanda fica na Rua Engenheiro Rozauro Zambrando, 302 - Jardim Guanabara - Ilha do Governador - Rio de Janeiro.

    ResponderExcluir

Atormenta aí!